Soluções

Nossas soluções são um processo de aprimoramento contínuo desde 1986, são direcionados para indústrias, empresas de distribuição, negócios ou entidades que buscam melhoras com inteligência em seus processos.

São soluções através de aplicações especiais, desenvolvidas através de plataforma, que beneficiam indústrias químicas, distribuidoras, negócios específicos, portos, laboratórios, em empresas de médio e grande porte.

De forma simples mostramos abaixo em quais setores das corporações atuamos:

Comercial e distribuição;
Compras, concentração e recebimentos;
Industrial/manufatura;
Itens, armazenagem e dimensionamento dos estoques;
Logística e transporte;
Fiscal e faturamento;
Financeiro, integrações, fluxos e orçamentos;
Governança corporativa;
Processos exclusivos;
Avaliações/assessments;
Estratégias e resultados.

QTX é um software corporativo, com rastreabilidade, na nuvem, desenvolvido por documentos de alto nível em plataforma de negócios, que garantem qualidade e velocidade na elaboração de aplicações e processos mais inteligentes.

Trata-se da espinha dorsal do sistema como um todo.

Este módulo age desde a captação de pedidos, através de diversos canais integrados como mercador/interchange ou via canais de vendas exclusivos em real time.

Processo e planejamento dos pedidos orientando a produção para disponibilidade dos estoques, viabilidade e inteligência nas questões burocráticas fundamentais ou exclusivas.

Limites de crédito, qualidade dos cadastros e outros diversos para orientar uma boa venda. Dispõe de integração com o CISP (Central de Informações São Paulo) para análise de crédito.

Processa reserva dos estoques de maneira estratégica com base em políticas parametrizadas. Demonstra previsões operacionais, industriais, fiscais e financeiras a partir da ordem.

Capaz na gestão de entregas totais ou parciais ‘back orders’.

Liberação de reservas para consolidação do momento entre o comercial e logístico, aumento da estatística ‘horizonte firme’ entre emissor, destinatário, logística, estoques e indústria.

Forma cargas que podem ser alocadas em caminhões sugeridos por políticas de preços, ocupação, rotas e capacidades. Gera ordens de carregamento e movimentações nos depósitos, transferindo mercadorias para áreas de picking, a medida que organiza as entradas e saídas de caminhões e cargas.

Organiza e planeja, pagamento das comissões, fretes, contratos de fornecimento e outros.

Controle de entregas que dão seguimentos financeiros operacionais e avaliações.

Baseado em políticas construídas que garantem o funcionamento da empresa de acordo com suas regras, direitos e deveres, o pedido é faturado de maneira integrada a receita, emite documentos fiscais e necessários até o seu destino.

Dentre outros, no processo comercial se incluem apurações da qualidade, políticas de preços, simulações de custos, metas de vendas, relatórios avançados, estratégicos, operacionais, inativações, gráficos e outros.

Gestão de concentração, ou gestão de compras, diz respeito às entradas de insumos e serviços com a finalidade de manter os processos produtivos operando sem interrupções.

A sequência inicia com a cotação, passando pelas ordens de compra, ou ordens de entrada, programação de recebimentos, inspeções, análises de qualidade, incorporação nos estoques e lançamentos financeiros.

Cada etapa deste processo é auxiliado por conceitos de tecnologia da informação aplicações e processos, projetados para essa finalidade.

Políticas, cotação, operações de entrada, back orders, importação do XML (antecipação tributária), recebimentos via nota fiscal eletrônica ou ordem, batimentos, inspeções, recebimentos fiscais, físicos e financeiros, alertas de aviso, orçamentos financeiros, devoluções, políticas estratégicas, custos, curvas, balizamento dos processos, relatórios de gestão, estratégicos, operacionais ou avançados.

Enfim, facilidades e controle para seus processos de compras, entradas ou processos de manufatura realizado por terceiros.

Os processos industriais têm como missão principal apoiar as operações de manufatura, planejamento da produção, ́puxando ́ de acordo com a venda ou ́empurrando ́ contra estoque, definindo níveis de estoque ideais com base em estatísticas e ou algoritmo regressivo (IMAM) de acordo com o nível de serviço desejado a praticar.

O modelo gera ordens de produção completas contemplando e calculando a demanda para compras com base nas fórmulas, mostrando e alertando sobre o procedimento operacional fabril, organizando para ter a quantidade certa, do insumo certo, no local certo.

Possui rastreabilidade completa da produção por lotes podendo alcançar do fornecedor ao cliente, possui facilidades nos apontamentos para que os dados de produção sejam o mais rápido demonstrados e se encadeiam com transferências da produção com controle do trânsito da ponta da linha até os armazéns.

O modelo foi desenvolvido para execução do MRPII, ́Manufacturing Resource Planning’.

Possui registros na ordem de produção de procedimentos operacionais associado a governança, relatórios de sugestão da produção, produtividade, operacionais e estratégicos.

Realiza a previsão de compras com base na lista de materiais ́BOM Bill of Material ́, verifica saldos pendentes, emite requisições de insumos com controle do trânsito e controla estoques em poder de terceiros.

Controle corporativo, em qualquer unidade de medida, múltiplos depósitos e linhas de produção.

Os estoques são alvo claro para os modelos aprimorarem desde a criação do produto (SKU Skip Unit), suas unidades, particularidades de armazenamento, estrutura química e procedimentos de manejo. Os estoques são controlados por item, depósito, lotes e localização nos armazéns.

Através do controle de estoques e itens, é possível desenvolver as formulas ́BOM-Bill of Material ́ ou Lista de Materiais e seguir observando onde são usados em qual demanda no caso de itens manufaturados que requerem insumos ou de forma revés onde é possível localizar os produtos acabados que os utilizam.

O manejo e procedimento operacional padrão é de responsabilidade da governança que interage diretamente nas instruções e especificações.

Os saldos, movimentações, por lotes, armazém ou dia a dia são balizados por processos que garantem movimentações integras e alertam a qualquer desvio.

O modelo também está capacitado a operar vários tipos de estocagem, apurar custos de diversas formas e busca constante por melhor acurácia e redução dos estoques através de processos inteligentes e aferições.

Os níveis de estoque são definidos conforme a movimentação, histórico e demanda, com base em estatísticas e níveis de serviço desejados.

Para decisões, o algoritmo regressivo do instituto IMAM é executado, e demonstra informações através de movigramas e outros dados diversos para análises.

O controle em depósitos de terceiros é permitido, e o modelo contempla diversas formas de busca através de códigos como GTIN, EAN, CAS/COLORINDEX, DUN, SSCC, GS1 e outros códigos

O tipo da SKU é determinado e configurado por este módulo e podem ser produtos acabado, comprados, manufaturados, terceirizados, vendas, revendas, consumo interno, produtivos, improdutivos ou marcas próprias.

No módulo são configuradas as políticas de estoque, comerciais de compras ou vendas, industriais, fiscais, armazenagem e custos.

Relatórios de movimentação de estoques, lotes, estoque mínimo, valorização, inventários, custos e outros operacionais ou estratégicos também estão disponíveis.

A logística atualmente se destaca por estar ligado diretamente ao encantamento do cliente e por contribuir consideravelmente sobre o custo do produto, sendo este, normalmente dos maiores custos da operação.

Buscamos trabalhar estrategicamente os estoques e as reservas antecipadamente, para finalmente com acurácia realizar um corte através do processo de liberação que permite volumes por região, itinerários, estados e rotas a visualização de valores e quantidades para num próximo passo realizar a escolha de um veículo com boa taxa de ocupação e melhores valores de transporte.

O sistema dispõe das opções valorizadas conforme políticas que mantém a coerência da liberação de motoristas para transportes que de fato realizaram suas entregas.

Durante o processo se faz a roteirização e geram ordens de carregamento, romaneios de transporte, ordens de movimentação nos armazéns controlando o ́picking list ́ e mostrando em mapas as rotas a serem percorridas.

Este módulo foi construído sempre com o intuito de melhorar a qualidade da entrega e baixar os custos de transportes melhorando a taxa de ocupação, dando boas possibilidades de valores e buscando a pontualidade nas entregas.

Dispõe de políticas e visão por rotas, itinerários, regiões, estado, montagem de carga por capacidade com sugestões de preço, controle de disponibilidade, tipos de veículos, transferências entre depósitos, cálculo de fretes, faturas, controle de canhotos e entregas, gestão por peso, volume e valor.

Transferências de cargas, ocorrências de entrega, romaneios de transporte, triangulação, cliente retira, reentregas, redespachos, cálculos do frete, controle de agregados ou transportadoras, agendamentos, contas correntes de fretes, tabelas de fretes por conjunto de {região/UF/estado/itinerário/rotas/tipo de veículo}, com controle de pallets, veículos e tipos de veículos.

Para apuração de resultados dispõe de relatórios de gestão, estratégicos, operacionais e avançados.

O faturamento é integrado a receita federal e possibilita nas entradas a antecipação fiscal que reduz custos e cria batimentos de valores antes de qualquer movimentação logística, possui na entrada importação automática dos XMLs e facilita todo o processo de recebimento por diversos tipos de códigos de itens DUN, EAN, GTIN e outros.

Com esta integração os pedidos ficam absolutamente coesos com a geração, restando no recebimento apenas conferencia e apuração da qualidade.

Todo o processo gera previsões financeiras e dados estratégicos antecipados.

Os valores fiscais nas saídas já podem ser observados desde os pedidos, as políticas fiscais são abrangentes e acobertam grande maioria de operações realizadas no Brasil.

São parametrizáveis possibilitando diversas formas de configurações por tipo de operação, UF origem, UF destino, item, pessoas físicas ou jurídicas, NCM; IPI com unidade tributável, regime especial e outros

Trata as situações tributárias do CFOP, IPI, IPI Regime Especial, ICMS, Substituição Tributária Antecipada, ICMS Regime Especial, ICMS Simples Nacional, ICMS Partilhado, PIS, Cofins, PIS ST, Cofins ST, ISS, IRPJ.

Acoberta operações com a zona franca e triangulações, possui o modelo de pré notas, emite cartas de correção, gera danfe em PDF, cancelamentos e o mais necessário para uma boa operação em escala.

O modelo financeiro é parametrizável e gerado automaticamente as previsões na maioria absoluta se utilizado em conjunto com os módulos de entrada e saída.

É corporativo e acoberta a emissão de títulos crédito e cobrança, emissão de acordos financeiros de crédito e cobrança, emissão de títulos de pagamentos, emissão de acordos financeiros de pagamentos, contas correntes, transferência entre contas, bloqueio/desbloqueio automático de clientes por pagamento, fundos de investimento, contratos de fornecimento (regras de contratos com cálculos avançados), controle orçamentário, verbas, abatimentos, prorrogações, rateios, descontos, agendamentos, e outros.

Possui integração com os principais bancos através CNAB 400, com entidades de análise de crédito, controla clientes inativos para analise cadastral e emite boletos bancários.

Possui relatórios e consultas avançadas em diversos níveis e detalhamento por profundidade nas aplicações.

É integrado com os pagamentos de fretes, comissões, verbas e outros calculados em operações diversas como exemplo devoluções.

A Governança é um sistema criado para organizar, trazer visibilidade e acessibilidade para a sua rotina empresarial.

Com a governança você pode controlar as tarefas dos seus colaboradores, estabelecer um meio de comunicação único e ter acesso a todos os seus documentos.

A governança deve ser capaz de responder de forma objetiva e rápida às seguintes perguntas: O que há para ser feito, quando, aonde, como e o responsável.

Para isso acontecer de forma eficiente é necessário o entendimento de como funciona o núcleo básico dessa metodologia. Quais os mapas da realidade que devem ser importados para a governança e como abastece-la de informações rotineiramente.

A governança tem como um dos objetivos, controle interno e deixar claro direitos e deveres da organização e seus colaboradores.

Com a governança corporativa é possível criar auto-gestão sustentável.

Chamamos por processos exclusivos todos os processos que carregam particularidades do negócio do cliente, não são comercializados ou disponíveis nos módulos padrões do sistema. Isto pode incluir módulos inteiros ou processos específicos que se acoplam aos modelos padrões utilizados pelos clientes.

São exemplos, políticas específicas comerciais, controles específicos das fases operacionais, até módulos de simulações matemáticas, indústria virtual, gráficos especiais e outros.

estral qtx